O Spitz, ou Lulu da Pomerânia, também é uma das raras raças caninas que não tiveram grandes nem poucas mutações genéticas com o passar dos anos, das décadas e dos séculos.

De acordo com imagens de cães desta raça datados dos anos 1880, ou seja, século XIX, podemos averiguar que esta afirmação é verdadeira em todos os aspectos.