Acredita-se que o Papillon originou-se da mistura de uma raça oriental com um extinto Spaniel Anão da Bélgica. O primeiro sinal de sua existência ocorreu no século XIV, na Itália, nos afrescos de uma igreja. No século XVIII foi quase dizimado pela Revolução Francesa, porém resistiu e ganhou grande impulso na França, Bélgica e Inglaterra. Por isso é uma raça considerada oficialmente franco-belga.

Guia da raça

Fisicamente eles podem chegar a 28cm e a pesar entre 2,5 e 5kg. Ao contrário de algumas raças onde o macho é maior que a fêmea, nesta o macho costuma ser menor. Já a coloração é branca com poucas manchas em preto e castanho, principalmente na região das orelhas e olhos.

Características

Essa raça foi desenvolvida com intuito de fazer companhia a seu dono, papel que desenvolve muito bem. É um cão meigo, tranquilo e extremamente inteligente. Com estranhos ele costuma ser arredio, chegam a manter vigilância sobre os mesmos, só desfazendo-se desta pose quando percebem que os estranhos são bem vindos pelos donos.

Com relação à crianças e cães grandes, deve-se ficar atento, pois devido ao tamanho do Papillon, ele pode se machucar com brincadeiras bruscas.

Saúde e higiene

Com relação à saúde, o Papillon tem tendência a desenvolver alergias e também podem apresentar alguns outros problemas como atrofia de retina e luxação da patela (moleira), e que deve ser motivo de alerta aos donos para um maior cuidado com o cachorro, que deve frequentar o veterinário sempre que necessário.

Galeria de fotos