É uma raça de pequenos cães, conhecidos por não trocarem seus pelos. O Maltês é um cão antigo, sendo sua origem apenas especulada (de acordo com Darwin, por volta de 6000 a.C.). Acredita-se que ele descende da raça Spitz, encontrada na região da Suíça, embora sua origem exata seja desconhecida. Algumas evidências apontam que o Maltês se originou na Ásia. Porém, geralmente são associados à ilha de Malta, no Mar Mediterrâneo. Mas, independente de sua origem, o Maltês conquistou certa popularidade entre a nobreza europeia ao chegar ao continente.

Padrão da raça

Seu porte é médio e seu peso pode variar entre 2 a 5 quilos. É coberto por uma pelagem longa e lisa, podendo esta ser encontrada na cor branca ou marfim. Sua cabeça e seu focinho são pequenos, e suas orelhas, caídas. Além disso, são cães que podem ser tanto enérgicos, dependendo do ritmo de vida de seus donos. São extremamente brincalhões e leais, fazendo tudo ao alcance para proteger sua “família”.

Saúde e genética

Quanto à saúde, o Maltês não apresenta muitos problemas. Embora com baixa incidência, os mais comuns são a luxação da rótula, o shunt portosistémico do fígado e a atrofia progressiva da retina. Sua média de vida é de 16 a 19 anos.

Galeria de fotos