A insuficiência renal, atinge os rins de forma que impede que ele desempenhe sua função normal. De forma geral afeta cães mais velhos e trata-se de uma condição irreversível.

Com a evolução da doença, o cachorro apresenta vômitos, falta de apetite, úlceras na boca, mal hálito, fraqueza, apatia, depressão e em alguns casos pode apresentar hipertensão arterial que por consequência pode gerar cegueira, derrame, lentidão mental, mudanças de comportamento, convulsões e outras lesões sérias.

A manifestação clínica deve acontecer no periodo em que a doença já estiver avançada e o tecido renal já estiver muito destruído. Mesmo assim o diagnóstico só deve ser confirmado depois de exames laboratoriais.

Como doença irreversível o tratamento é paliativo variando de acordo com o estado do animal, porém a doença é encarada como notícia ruim, já que ela tende a progredir e dificultar cada vez mais a qualidade de vida do animal.