É normal crianças desenvolverem certos medos, de escuro, de monstro ou até mesmo de animais, como cães. O importante é que os pais entendam o medo dessa criança e orientem-se de modo que isso possa ser controlado ou até mesmo erradicado.

Primeiramente, deve-se mostrar sempre presente nessas situações em que a criança encontra-se com medo do animal, com o intuito de acalmá-la e passar segurança. Brinquedos de pelúcia ou idas a pet shops, podem ser algumas das maneiras de ajudar a criança a perder o medo, desde que ele sinta-se a vontade no ambiente e não seja forçado a brincar com o cachorrinho ou a tocar o animal. O medo deve ser perdido naturalmente.

Em caso de mordidas e arranhões, fique atento para não demostrar pavor, pois isso pode incentivar ainda mais o medo da criança. Estes acidentes são comuns e basta ensinar a criança a lidar com o cão para que estes problemas se tornem menos frequentes.

Evitar apertões da criança no cachorro pode ser um bom começo pra evitar mordidas de defesa. Porém se nada disso adiantar, é sempre bom procurar ajuda de um profissional, pois se o medo começa a influenciar na vida da criança, privando-a de atividades rotineiras, deve ser tratado para que não mais aconteça.