A tendência natural é que os cães que crescem sem um adestramento eficaz desde pequenos sejam mais rebeldes e dificultem um futuro adestramento. Muito disso deve-se ao jeitinho irresistível dos filhotes, que acabam por cativar os donos que, encantados, deixam de chamar a atenção de maneira correta quando necessário.

Mas apesar de toda beleza e fofura dos filhotes, não podemos nos deixar levar. Os cães devem ser adestrados desde bem jovens, para crescerem educados e sem manias desagradáveis. Repreensão e tom firme de voz quando for preciso e recompensas carinhosas (reforço positivo) quando merecido, são os melhores meios de alcançar a educação canina.

É bom educá-los pra diversas situações, em caso de sapatos mordidos, meias rasgadas, mudança de lar ou mesmo em caso de apego ao dono, é bom ensiná-lo a se distrair com outras coisas nos momentos em que o dono não puder estar por perto.

Outro caso muito importante são as crianças, ensine a elas que o cão deve ter seu momento quietinho, onde não se deve atormentá-lo com apertões e abraços calorosos. Assim evitamos que o cão se estresse e que as crianças tenham uma resposta agressiva deles.