O cão sempre foi o centro das atenções da família, mas de repente ela aumenta com a chegada de um bebê. Como devemos proceder?

Não é porque o bebê chegou que signifique ciúme imediato do cachorro, ou atrito entre criança e cão. O importante é conhecer seu animal e não deixar de dar atenção a ele depois da chegada do novo membro. Assim como os humanos, eles também sentem ciúmes, principalmente em caso de “abandono”, é mais comum ocorrer ciúmes e mudança de comportamento por parte do animal.

A principais dicas para lidar com este tipo de situação são: dedicar um tempo do seu dia ao cão, para que ele perceba que continua fazendo parte da família como antes, elogie comportamentos carinhosos do cão com a criança, isso fará ele perceber que você se sente feliz quando ele e o bebê se dão bem.

Com o tempo é comum o cachorro se acostumar com a criança e, automaticamente, se tornem grandes amigos. Mas um pouco de atenção em um primeiro momento pode evitar alguns problemas e também evitar que seu cão se sinta sozinho e deprimido.

Porém, se seu cão for agressivo, é bom ter cuidado. Em caso de dúvidas, opte pela segurança da criança, SEMPRE!