Só quem já teve depressão sabe bem o que é ter esta doença. Só quem já teve depressão conhece a verdadeira solidão. Só quem já teve depressão conhece a fundo o fundo do poço.

Entretanto, algumas pesquisas mostram que os cães colaboram e ajudam pessoas e pacientes com níveis de depressão moderada, forte e até profunda. Nos casos estudados, constatou-se que a partir do momento que um paciente começou um vínculo afetivo com um cachorro, aos poucos sua auto-confiança aumentou e, consequentemente, abriu novas portas para a comunicação com as pessoas próximas e, principalmente, com pessoas desconhecidas.

Ou seja, com a ajuda de cachorro, uma pessoa deprimida encontra um caminho aberto para a socialização, diminuindo a solidão e a tristeza. A partir daí os sintomas da depressão começam a recuar cada vez mais, fazendo com que o psiquiatra comece a reduzir as altas doses de anti-depressivos gradativamente até que o paciente receba alta médica.