Ter um cão de guarda pode ser muita vantagem para quem mora em casas. Residências com cachorros são menos visadas para fins de furto e/ou assalto do que as que não possuem esses animais.

Porém, é necessário o conhecimento de raças que tem esse fim, para que não seja um animal agressivo demais ou medroso demais, pois assim, acabaria de qualquer forma, não agindo com o intuito desejado, podendo até mesmo tornar-se um transtorno para os vizinhos e pra própria familia. Sendo assim, procure conhecer o padrão da raça escolhida, converse com profissionais do ramo, se informe muito antes de escolher o animal.

As raças mais usadas como guarda são: Pastor Alemão, Dobermann, Rottweiler, Fila Brasileiro, Mastiff e outras.

Outro ponto importante é saber criar o animal, desde filhote deve-se educar o animal para não haver problemas futuros. Morder é uma atitude normal de todo filhote que quer brincar, porém é uma atitude que deve ser desencorajada principalmente em cães de guarda, por motivos óbvios.

Um cão de guarda não tem que ser um animal bravo e irritado, deve ser socializado com os donos e com pessoas próximas à familia. Um bom cão de guarda deve ser controlado e obediente, ao contrário do que muitos criadores pensam.